Seguidores

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Desculpem é desabafo de mãe!!






Como tinha dito hoje fui pegar o boletim na escola do meu filho, ele rodou em muitas matérias pela primeira vez! Apesar do mau comportamento não tinha rodado ainda e mesmo que sempre tive que arrasta-lo para estudar. Esse ano não sei se pela fase da adolecncia está pensando muito em meninas e em " musica" o maldito funk que brigo muito pra que ouça outras coisas também na esperança que não o influencie com tanta bobagem e coisas negativas que há nesse gênero de música.. Esse ano realmente foi muito difícil faze-lo estudar, falhei em ajuda-lo estudar em casa, as matérias que tem dificuldade maior também são as minhas e essas de sexta série não lembrava de muita coisa. E preciso confessar que é muito difícil  manter a  paciência em ficar ali todas as noites falando e falando com alguém no mundo do funk, das meninas e da lua. Alguém pode entender isso? não sou preparada como professora  e a pouco tempo  tenho conseguido me informar melhor  e assim me preparar para ser também uma mãe melhor para ele, mas naquilo que posso sempre ajudei!

Aff !! sinto-me tão pressionada ás vezes, tão cansada  somente quem é mãe de uma criança com TDAH  principalmente se for hiperativo como é o caso do meu, sabe o quanto somos cobradas, humilhadas, acusadas de não dar limites e educação ao  filho. Sabemos  que com certeza, falhamos, e vamos errar com eles, não somos perfeitas e nem temos a pretensão de ser "super mães", porque somos humanas. Mas também sabemos o quanto repetimos, falamos .brigamos e lutamos com tratamento de nossos filhos tudo com resultados lentos que chega, muitas vezes  nos dar a impressão de que foi tudo em vão.falar, brigar com o mundo ou medicar. mas que no mínimo sinal de avanço nos enchemos de força e assim seguimos nessa luta por amor. Tomei a liberdade de usar o plural  neste trecho porque tenho certeza que falo em nome de muitas mães que conheço e até talvez de algumas que não conheça, E penso que  ninguém neste mundo gostaria mais que tudo fosse  diferente na vida de nossos filhos que nós mães. E pergunto, que mãe prefere passar a vida  vendo as pessoas rejeitarem  seu filho  que não é "persona grata", bem vinda em muitos lugares, e passar por sérias dificuldades para fazer coisas simples com ele, como  ir a um super mercado, restaurante, á casa de  parentes tendo que ficar chamando a atenção dele o tempo todo porque  não consegue seguir regras simples de comportamento?  Ser criticada, julgada e condenada pela sociedade pré conceituosa e desinformada de não dar educação e limites ao seu filho até mesmo por pessoas da família, passar vergonha até em muitas situações ao invés de dar limites de educa-lo??
Com certeza amigo mãe nenhuma cria um filho pra vê-lo sofrer e fazer sofrer, sonhamos sim  em nos orgulhamos muito deles no futuro. Claro que falhamos, cometemos erros no percurso de educar, mas  sempre na tentativa de acertar e visando o melhor para eles.

 Esse ano sei que não o ajudei como deveria mas somente como pude nos estudos dele admito!, exigia dele  a noite que largasse um pouco as meninas e o funk e fosse estudar coisa  ele concordava  mas sem obedecer, e o resultado foi que em uma escola despreparada, ele imaturo e desobediente e eu fragilizada sem poder fazer muito foi reprovado pela primeira vez , mas com "honras e louros" em muitas matérias. Quando cheguei a escola pensei que fosse somente pelos problemas com a professora de português que o deixou sem carga horária  e sem nota, observação escrita no seu boletim, porque o mandou  sair da sala e ir para casa "o velho método" que também lhe rendeu muitas faltas, pois quando muitas vezes foi mandado sair da sala ou era barrado de voltar dos seus passeios pelos corredores por um professor e que  muitas vezes veio pra casa oque gerava  falta em outras matérias e consequentemente nas suas notas em quase todas ás matérias No  último  trimestre quase em novembro desistiu de ir a escola por 4 ou 5 dias,  em alguns desses lembro que saiu pra ir a escola e voltava mais cedo pra casa e como a rede estadual incluindo sua escola passava por crise de falta de professores e estava tendo muitos períodos livres acreditava quando me dizia que soltou mais cedo, em outros que não tinha aula mesmo No último dia  chegou em casa e me disse com a maior naturalidade que não estava indo e não iria mais a escola porque  ficava ouvindo que já estava rodado.

Não sei bem oque aconteceu  neste dia  naquela escola acho que nunca se fica sabendo ao certo é a palavra dele contra a delas, é tomar cuidado para não desautoriza-las, de ouvir seu filho, ponderar tentando ser o mais justa possível dentro de um turbilhão de sentimentos e dúvidas de como agir  sem nunca ter certeza de nada, se agiu certo castigando seu filho ou não. Oque penso é que neste dia ele foi para escola e  é claro, foi chamado na direção e disse a elas que não viria mais pois já estava rodado, o mesmo que tinha dito a mim  quando chegou da escola neste dia. Pois logo após ele ter chegado recebi um telefonema da escola me solicitando que fosse lá agora se pudesse como moro na frente em  poucos minutos estava lá e o levei comigo! Após ouvir tudo apenas perguntei porque não me avisaram já nos primeiros dias deste afastamento? Alegaram que ligaram pra minha casa mas que não conseguiam falar comigo, argumento que contestei e não assinei no grande livro de acusações que sempre fui obrigada a assinar contra meu filho pois  de uma coisa eu tenho certeza e que sempre que quiseram me acharam, tanto que estava ali agora como todas ás vezes que fui solicitada ,elas perguntaram se eu estava ás chamando de mentirosas ? Respondi que somente tinha certeza que não tinham ligado pois nesta semana não sai de casa,  pois estive doente e não estava mais trabalhando fora, e quanto ao meu filho falei oque ele tinha me dito que estava desanimado porque dizem sempre a ele que já está rodado, coisa que negam ficou por isso mesmo, ele voltou a frequentar ás aulas prejudicado por mais essas faltas dando como resultado sua reprovação em muitas matérias.

Sem pensar em nada disso, com esperanças que pudesse se recuperar,  mesmo quando logo após acontece esse episódio com a professora de português no fim do último trimestre que o deixou sem nota. Foi na intenção de resolver esse assunto e buscar o seu boletim que cheguei na escola hoje, mas chegando lá quando comecei a falar a diretora riu e me mostrou que ele havia rodado em muitas matérias e esse problema não é o de menos. Chocada com aquela realidade onde todos deveríamos nos sentir tristes  e derrotados porque penso que não foi somente ele que fracassou tão feio assim mas eu como mãe elas como escola também fracassamos, Mas ela ria dessa situação tão triste!! Mas o pior ainda estava por vir, quando questionei se os métodos aqueles simples mas importantes do vídeo da postagem anterior estavam sendo empregados pela escola como por exemplo: Que ele deveria sentar perto do professor, longe de janelas se estavam dando mais tempo a ele nas provas que é um direito de um TDAH meu filho mesmo respondeu que não e uma professora que também estava na sala da vice diretora que era com quem eu estava falando riu e disse" Que se eu quisesse tudo isso procurasse uma escola particular! Fiquei tão chocada que somente respondi que não que eram coisas simples e que ele tinha esse direito! E me deram uma sugestão muito oportuna para elas que eu trocasse ele de escola pois esta com os mesmos colegas a muitos anos e talvez fosse melhor pra"ele" com certeza não estavam pensando no melhor pra ele mas tentando se livrar de um aluno problema e de uma  mãe que agora tinha informação e mais argumentos para cobrar da escola mais preparo e ajuda pra esse aluno e estava já começando a incomodar!!

Decidi tira-lo dessa escola amigos porque desta vez comprovei oque sempre desconfiei além do despreparo  dos profissionais de educação para receber qualquer aluno que não esteja dentro dos padrões de aprendizado e comportamento, existe uma falta de solidariedade e de vontade de que isso mude também ! Perdi completamente as esperanças nesta escola e já estamos procurando outra , não que isso signifique a solução e que se sessa a luta nesta atitude, sei que não!! Mas ao menos renova as esperanças e as forças para continuar nela!! E vamos continuar aqui usando essa que é uma das poucas armas que temos para  denunciar e cobrar porque como está não pode continuar!! São muitas crianças que dependem de nossa luta e somente tem a nós por elas!


                            Até a próxima postagem amigos!! Fiquem na paz do senhor

2 comentários:

  1. oi Ana eu tenho um filho de nove anos com o mesmo problema e um enteado que é uma situação bem mais grave que o meu filho gostaria de com versar com vc mas hoje não tenho mais tempo ate amanha

    ResponderExcluir
  2. sim esse é o proposito maior desse blog trocar informações! fique na paz de Jesus!! Obrigada!!

    ResponderExcluir